4 boas práticas de como fazer um fluxo de caixa na empresa

Camila Wolfer

Coordenadora de Relacionamento na Migrate. Graduada em Sistemas de Informação, é responsável por estreitar a comunicação com nossos parceiros.

0 Comments

Você sabe exatamente como fazer fluxo de caixa? Pois bem, antes de aprender a executá-lo, é necessário entender o conceito. Ele nada mais é do que uma ferramenta que tem como objetivo controlar todas as entradas e saídas financeiras do seu negócio.

O fluxo de caixa é importante para assegurar que a empresa terá recursos suficientes para arcar com seus compromissos. Inclusive, para realizar novos investimentos que visam ao seu crescimento como um todo.

Neste artigo, você conhecerá 4 boas práticas consideradas indispensáveis para fazer um fluxo de caixa eficiente em sua empresa. Continue a leitura para se inteirar sobre o assunto!

1. Mantenha o bem estruturado

Estruturar seu fluxo de caixa é fundamental para garantir que você terá à sua disposição todas as informações necessárias sobre as finanças da empresa. Nesse sentido, é preciso verificar:

  • se o seu fluxo exige todos os dados essenciais para fazer um bom controle;
  • se todos os responsáveis envolvidos com a ferramenta fazem os lançamentos de maneira correta;
  • se existem gargalos na transferência de informações financeiras entre os demais setores da empresa etc.

Identificados esses pontos, é possível trabalhar para corrigir os erros e padronizar os processos para melhorar a produtividade da equipe.

2. Detalhe todas as entradas e saídas

Estruturado o seu fluxo de caixa, é hora de detalhar as entradas e saídas da sua empresa. As entradas referem-se a todas as receitas do negócio, ou seja, aqueles recursos que são provenientes de vendas e, até mesmo, empréstimos realizados dentro de determinado período.

Por outro lado, as saídas referem-se às despesas da empresa, as quais podem estar relacionadas ao pagamento de salário de funcionários, dívidas, entre outros.

Caso sua empresa tenha vendas e gastos diários, é importante que o controle do fluxo de caixa seja feito diariamente. Se não, você pode monitorá-lo de acordo com a periodicidade do seu modelo de negócio.

3. Organize os documentos por data e categoria

Quem nunca perdeu um bom tempo procurando notas fiscais ou qualquer outro documento importante? Isso não seria necessário se você tivesse organizado todas essas informações por data e categoria.

Separe as notas fiscais dos comprovantes de pagamento de encargos trabalhistas, das quitações de impostos e de outras despesas comuns de uma empresa. Dessa forma, caso surjam eventuais problemas no fluxo de caixa, será possível encontrar as informações de maneira rápida e sem transtornos.

4. Esteja atento à sazonalidade do seu negócio

É normal ver empresas enfrentando as flutuações do mercado. Isto é, existem épocas em que as vendas chegam até a superar as expectativas, e outras em que os negócios estão lá embaixo. Nesse cenário, o fluxo de caixa será de muito proveito.

Isso porque, com as informações inseridas nele ao longo do ano, você poderá identificar os períodos sazonais e se planejar para enfrentar essas fases. Assim, é possível agir de maneira estratégica e tomar decisões mais acertadas.

Percebeu como fazer um fluxo de caixa é importante? Essa ferramenta vai mostrar o caminho mais adequado para realizar novos investimentos e, se necessário, cortar gastos para melhorar a administração das finanças. É importante destacar que, ao monitorá-lo diariamente, você evitará imprevistos que podem prejudicar o seu negócio.

Agora que você já sabe como fazer um fluxo de caixa, é importante ler nosso outro artigo para conhecer os benefícios da integração de sistemas. Boa leitura!

Camila Wolfer

Coordenadora de Relacionamento na Migrate. Graduada em Sistemas de Informação, é responsável por estreitar a comunicação com nossos parceiros.

About the Author

Camila Wolfer

Camila Wolfer

Coordenadora de Relacionamento na Migrate. Graduada em Sistemas de Informação, é responsável por estreitar a comunicação com nossos parceiros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *