Integração de dados na empresa: qual a importância e como fazer?

Camila Wolfer

Coordenadora de Relacionamento na Migrate. Graduada em Sistemas de Informação, é responsável por estreitar a comunicação com nossos parceiros.

0 Comments

A integração de dados é um caminho que muitas empresas estão adotando, no intuito de otimizar processos e extrair informações relevantes do negócio.

Muitas vezes, o gestor não consegue ter uma visão ampla da companhia, por que os dados estão localizados em diferentes departamentos, de forma descentralizada. Dessa forma, oportunidades de negócios podem se perder.

A integração dos dados evita que isso aconteça, afinal, tem por objetivo centralizar as informações do negócio, por meio de um software de gestão, como o ERP e o CRM.

Quer saber mais sobre o tema e entender como implementar a integração de dados na sua empresa? Continue a leitura até o final!

Como a integração de dados é cada vez mais necessária nas empresas?

A transformação digital está a todo vapor. Cada vez mais, as empresas devem não só estar a par das novas tecnologias, como também fazer um levantamento de qual ou quais delas devem ser adotadas em seus processos. Dado o contexto, um dos motivos que justifica a integração de sistemas é o aumento da competitividade.

Um outro ponto relevante está na satisfação do cliente. A centralização de informações causada pela unificação de dados permite que gestores e colaboradores enxerguem correlações que antes eram impossíveis de identificar.

Em outras palavras, o tratamento de dados é muito mais preciso, de modo que as demandas e insatisfações dos consumidores são mais facilmente identificadas, por meio da análise dessas informações, que antes estavam espalhadas nos departamentos da empresa.

Otimização de processos

Quando uma empresa dispõe dos seus dados de forma descentralizada, há um grande risco de desalinhamento dos processos. Além disso, gargalos e desperdícios prejudicam bastante a saúde financeira do negócio, uma vez que os recursos não são alocados de maneira efetiva.

A integração dos dados permite identificar e mitigar todos os gargalos, promovendo um aprimoramento contínuo da gestão de processos da companhia. Com esse alinhamento, é possível reduzir custos e alocar os recursos da empresa para operações mais estratégicas e produtivas.

Quais as principais áreas que devem ser integradas?

Dependendo da empresa, podem existir diversos departamentos. Dentre eles, alguns merecem destaque quanto à integração de dados. O setor de TI, por exemplo, é de grande importância que seja integrado aos demais departamentos, não só em termos de compartilhamento de dados, como também de colaboração entre as equipes.

Outros setores cruciais são o financeiro e a contabilidade. Com relação ao primeiro, trata-se do departamento responsável pela gestão de custos e das finanças da companhia.

Além disso, vale salientar que o financeiro lida com todos os setores. Logo, a sua integração é indispensável, no sentido de contar com informações mais precisas e que auxiliem os seus responsáveis a fazer uma gestão mais eficiente.

Da mesma forma, a contabilidade é uma parte do setor financeiro. Como a sua função é gerir os ativos e passivos da companhia, a integração dos dados será útil quanto à organização, documentação e análise de todas as informações que chegam até o setor.

Qual a hora certa de fazer a integração?

Muito antes de pensar em qual software utilizar, é preciso que a empresa faça algumas mudanças de caráter preparatório. Confira as principais delas a seguir!

Mapeamento de processos

Sem um desenho definido sobre os processos, a integração dificilmente trará os resultados esperados. O mapeamento é importante por permitir aos gestores visualizarem tudo aquilo que precisa mudar. Em termos práticos, é preciso identificar o que gera gargalos e, posteriormente, automatizar ou eliminar.

Mapear os processos também é importante para que se saiba, com clareza, o ritmo em que será feita essa integração, levando também em conta a curva de aprendizado dos colaboradores, no tocante aos softwares gerenciais que serão utilizados.

Diagnóstico sobre o caminho das informações

Após o mapeamento de processos, a próxima etapa é o diagnóstico do caminho das informações. Esse termo diz respeito a todos os dados que a empresa recebe, como interações dos usuários e mensagens por correio eletrônico ou qualquer outro canal de comunicação.

Com isso, é possível identificar tudo aquilo que for redundante e que pode prejudicar o desempenho dos colaboradores, bem como a satisfação dos clientes.

Como implementar a integração de dados no negócio?

Existem três maneiras de integrar os dados em uma empresa: banco a banco, eletronicamente e por API (Application Programming Interface). Entretanto, os dois primeiros podem ser desvantajosos, especialmente pelo alto custo e da complexidade de implementação. A API, por sua vez, é uma solução bastante eficiente, pois apresenta os chamados padrões de programação.

Para entender melhor como a API integra dados, tome por base o fato de que os softwares dos departamentos são desenvolvidos em diversas linguagens diferentes. Com isso, a interface é responsável por agrupar todas as informações em um único lugar, sendo que isso é feito por meio de URLs.

Convém ainda salientar que o uso da API faz com que a empresa opte por alocar os seus recursos e documentos na nuvem. Dessa forma, a segurança de todos os procedimentos e informações é bastante reforçada, bem como a própria redução de custos com equipamentos de hardware e infraestrutura física de servidores.

Monitoramento da integração de dados

Por fim, vale ressaltar que de nada adianta implementar um modelo de integração sem mensurar os resultados obtidos. Nesse sentido, é preciso conversar periodicamente com a equipe e ouvir o retorno dela quanto à implementação dessas melhorias.

Observar a curva de aprendizado dos colaboradores também é de grande importância, uma vez que a tecnologia sozinha não é capaz de fazer tudo. Em outras palavras, as habilidades estratégicas e criativas dos profissionais ainda é de grande importância para assegurar o sucesso da integração de dados.

Como foi visto, a integração de dados ajuda a otimizar processos e extrair informações que antes não eram identificadas. Se você quer aumentar sua competitividade e aprimorar a experiência dos clientes, conte com a Migrate! Nós podemos ajudar você a integrar os dados do seu negócio de forma eficiente e sem complicações!

O que achou de conteúdo? Para mais informações de como a Migrate pode ajudar no processo de integração de dados, entre em contato conosco!

Camila Wolfer

Coordenadora de Relacionamento na Migrate. Graduada em Sistemas de Informação, é responsável por estreitar a comunicação com nossos parceiros.

About the Author

Camila Wolfer

Camila Wolfer

Coordenadora de Relacionamento na Migrate. Graduada em Sistemas de Informação, é responsável por estreitar a comunicação com nossos parceiros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *